quarta-feira, 27 de junho de 2012

FIGADO GORDO - Dr. João Santos Caio Jr. et Dra. Henriqueta V. Caio: ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: OBESIDADE (S...

FIGADO GORDO - Dr. João Santos Caio Jr. et Dra. Henriqueta V. Caio: ENDOCRINOLOGIA - NEUROENDOCRINOLOGIA: OBESIDADE (S...: E ESTIGMATIZAÇÃO DOS OBESOS, COM RELAÇÃO AO SEUS ESTILOS DE VIDA, SUAS DIFICULDADES DE DEAMBULAR, O BALANÇO DO CORPO DEVIDO PRINCIPALMENTE A...

BENEFICIOS DOS HORMÔNIOS HUMANOS - Dr. João Santos Caio Jr. et. Dra. Henriqueta V. Caio: BENEFÍCIOS DOS HORMÔNIOS – ENDOCRINOLOGIA – NEUROE...

BENEFICIOS DOS HORMÔNIOS HUMANOS - Dr. João Santos Caio Jr. et. Dra. Henriqueta V. Caio: BENEFÍCIOS DOS HORMÔNIOS – ENDOCRINOLOGIA – NEUROE...: Se você está lutando com os sintomas da menopausa , você pode estar se agarrando a qualquer coisa que possa ajudá-la a trazer a sua juventud...

FAST FOOD NÃO - Dr. João Santos Caio Jr. et Dra. Henriqueta V. Caio: FAST FOOD NÃO - ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOG...

FAST FOOD NÃO - Dr. João Santos Caio Jr. et Dra. Henriqueta V. Caio: FAST FOOD NÃO - ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOG...: As proteínas agora identificadas por brian king e seus colegas tinham antes sido estudadas in vitro. este processo ocorre lentamente. vários...

Endocrinologia-Nutrição que previnem doenças muito graves!!!

Endocrinologia-Nutrição que previnem doenças muito graves!!!:
Alimentos Funcionais
Cura ou prevenção de doenças pode estar… na feira!
“…alimento funcional é todo alimento ou ingrediente que, além das funções nutricionais básicas, quando consumidos como parte da alimentação normal, produza efeitos benéficos à saúde, devendo ser seguro para consumo sem prescrição médica.”
Portaria 398 de 30/04/1999, da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde.
Há cada vez mais interesse dos cientistas – e da ciência- no estudo da importância dos alimentos para a saúde e sua relação com a prevenção de doenças. É, de fato, mais barato prevenir do que tratar e a disseminação de informações sobre meios práticos e baratos de prevenção de doenças é uma forma de levar a um grande número de pessoas a possibilidade de uma saúde melhor.
Alimentos funcionais, portanto, são justamente aqueles que estamos deixando de consumir, devido à modernização e a necessidade de praticidade em nosso dia-a-dia: vegetais, frutas, peixes, etc.
Não é exagero o que é costumado sugerir a pacientes: voltar ao passado e cultivar uma pequena horta para consumo próprio. Estudos recentes indicam benefícios de alimentos como:
Alho reduz colesterol e pressão arterial, além de ser anti-cancerígeno
Chá verde anti-cancerígeno
Repolho, brócolis, couve e couve-flor previnem o câncer de mama
Frutas cítricas anti-cancerígenas
Cereais reduzem o colesterol e o risco de câncer cólo-retal e gástrico
Tomate antioxidante, reduz o acúmulo de gordura nas paredes das artérias e anti-cancerígeno
Soja reduz colesterol e triglicérides, previne câncer de mama, cólon, reto, estômago e próstata, reduz sintomas da menopausa e osteoporose
Uvas e vinho Reduzem a incidência de doenças cardiovasculares e anti-cancerígeno
Peixes Reduzem a incidência de doenças cardiovasculares, melhora sistema imunológico e são anti-cancerígenos.Uma alimentação balanceada e equilibrada, portanto, deve conter boas porções dos alimentos acima. E não se esqueça que adquirir novos hábitos pode ser decisivo para sua saúde e bem-estar:
o alimentação saudável.
o abandonar o fumo.
o reduzir o consumo de bebidas alcoólicas e praticar atividades físicas regularmente.

DR. JOÃO SANTOS CAIO JUNIOR

ENDOCRINOLOGISTA-OBESIDADE CONTROLADA-CRESCIMENTO

SÃO PAULO

DRA.HENRIQUETA  V. CAIO

ENDOCRINOLOGISTA-MENOPAUSA-TIREOIDE-HIPOTIREOIDISMO

SÃO PAULO

MEMBRO  MASTER SOCIETY FOR ENDOCRINOLOGY-LONDON-UK

SOCIEDADE BRASILEIRADE ENDOCRINOLOGIA  METABOLOGIA

MEMBRO DA  AMERICAN  DIABETES ASSOCIATION – USA.


terça-feira, 5 de junho de 2012

BENEFÍCIOS DOS HORMÔNIOS – ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA: BENEFÍCIOS DOS HORMÔNIOS

QUANDO SE ESTÁ NA MENOPAUSA SOFRENDO COM OS SEUS SINTOMAS A TERAPIA DE REPOSIÇÃO HORMONAL COM HORMÔNIOS BIOIDÊNTICOS IRÁ MELHORAR SUA QUALIDADE DE VIDA DE FORMA IMPORTANTE.

Se você está lutando com os sintomas da menopausa, você pode estar se agarrando a qualquer coisa que possa ajudá-la a trazer a sua juventude de volta. E as possibilidades são: você vai pelo menos considerar tomar hormônios se os sintomas da menopausa são suficientemente graves. Eu esbocei minhas recomendações naturais para o tratamento de sintomas da menopausa aqui. Mas o que acontece com os hormônios? Qual é o mecanismo real? Voltando do meu treino estávamos colocando todo mundo e sua bisavó em hormônios.  Senhoras de 90 anos de idade que tinham acabado de ter um ataque cardíaco? Aqui, tome seu hormônio! 80 anos com osteoporose?  Que tal um pouco de estrogênio, querida? 55 anos de idade que tinham passado pela menopausa com facilidade? Por que não tomar hormônios para se proteger? Agora sabemos melhor. Não são apenas os hormônios que protegem o coração da maneira como se pensava - eles realmente podem diminuir os riscos de ataques cardíacos e derrames. Os hormônios podem fazer uma mulher na menopausa se sentir ótima. Hormônios podem aliviar e melhorar os sintomas da menopausa: insônia; ondas de calor; mudanças de humor; fadiga; depressão; irritabilidade; secura vaginal; dificuldade de concentração; dificuldade de raciocínio; controle de problemas de bexiga; dor ou ardor durante a relação sexual; osteoporose; alterações cutâneas associadas com a menopausa; ajuda a proteger contra o câncer de cólon. 
Houve uma diminuição de 37% no risco de câncer colo-retal, o que significa que se 10.000 mulheres tomam hormônios durante um ano, poderiam ocorrer 6 casos ou menos casos de câncer colo-retal seria visto quando comparado com 10.000 mulheres não tomando hormônios. Houve uma diminuição de 34% no risco de fratura de quadril, o que significa que se 10.000 mulheres tomassem hormônios por um ano, poderiam ocorrer 5 casos ou menos de fraturas de quadril em comparação com 10.000 mulheres não tomando hormônios. É também importante compreender que o estudo WHI avaliou o uso de 2 hormônios, que não são hormônios bio-idênticos. (não eram semelhantes ao que o organismo feminino produz). Não foram realizados estudos para provar que os hormônios bio-idênticos são mais seguros que os não bio-idênticos, mas faz sentido, intuitivamente, que seu corpo iria reagir melhor e de forma mais segura para algo que ele reconhece como o seu próprio hormônio em vez de algo que ele reconhece como estranho. Os dados iniciais sugerem que os hormônios bio-idênticos são, de fato, mais segurosMas nenhum estudo tão grande quanto o estudo WHI foi feito. É sempre bom se iniciar a reposição hormonal para melhorar a sintomatologia da menopausa com hormônios bio-idênticos que vão melhorar em muito sua qualidade de vida. Será que eles têm riscos? Sim. Mas a vida é cheia de riscos e você não pode viver com medo. Toda vez que você entrar em um carro que você sofre um risco, mas você faz isso porque melhora sua qualidade de vida. A vida é curta. É importante sentir-se em pleno vigor, com muita energia e intelectualmente bem.
AUTORES PROSPECTIVOS

Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como saber mais:
1. Se você está lutando com os sintomas da menopausa, você pode estar se agarrando a qualquer coisa que possa ajudá-la a trazer a sua juventude de volta...
http://gorduraabdominal.blogspot.com

2. Por que não tomar hormônios para se proteger? Agora sabemos melhor. Não são apenas os hormônios que protegem o coração da maneira como se pensava... 
http://gorduravisceral.blogspot.com

3. É importante sentir-se com pleno vigor, com muita energia e intelectualmente bem...
http://esteatosehepatica.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

Referências Bibliográficas:
Prof. Dr. João Santos Caio Jr., Endocrinologista, Neuroendocrinologista, Dra Henriqueta Verlangieri Caio, Endocrinologista, Medicina Interna - Van Der Häägen Brazil – São Paulo –Brasil - Lissa Rankin, MD

Contato:
Fones:   55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel:  55(11) 7717-1257    
ID:111*101625
Rua Estela, 515 – Bloco D -12º andar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br
www.crescimentoinfoco.com.br
www.obesidadeinfoco.com.br
www.tireoidismo.com.br
www.clinicasvanderhaagenbrasil.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17


domingo, 29 de abril de 2012

BENEFÍCIOS DA TERAPIA DE REPOSIÇÃO HORMONAL EM MULHERES NA PÓS-MENOPAUSA EVITANDO OS SINTOMAS VASOMOTORES, A SECURA VAGINAL, A URETRITE A OSTEOPOROSE, DOENÇAS CARDIOVASCULARES, DEMÊNCIA, ETC.-ENDOCRINOLOGIA – NEUROENDOCRINOLOGIA.

Apesar de 50 anos de uso, os primeiros grandes estudos randomizados controlados com placebo de reposição hormonal na pós-menopausa só foram relatados nos últimos anos. Estes ensaios forneceram alguns resultados surpreendentes, e levantar questões sobre o benefício de curto prazo e longo prazo do uso de estrogênio. Porque os ensaios clínicos são a pedra angular da medicina baseada em evidências, este trabalho enfatiza resultados dos ensaios clínicos sempre que tais estão disponíveis. Os ensaios clínicos têm demonstrado que a terapia com estrogênio é um tratamento muito eficaz para os sintomas vasomotores (fogachos, friachos e suores noturnos), que pode começar vários anos antes do último período menstrual, quando os níveis hormonais são flutuantes. Os ensaios clínicos também têm demonstrado que o estrogênio pode reduzir a secura vaginal e a uretrite. As grandes questões sobre a terapia hormonal não são sobre a utilização de curto prazo para os sintomas vasomotores ou para sintomas urogenitais, mas sobre o uso em longo prazo sistêmico com seus possíveis benefícios, como a prevenção de fraturas, doenças cardíacas, câncer de cólon, ou demência, e riscos, principalmente de mama e câncer uterino. A osteoporose: tem sido reconhecida por mais de 50 anos que a perda óssea em mulheres é inequivocamente acelerada por deficiência de estrogênio. O uso de estrogênio ou retarda a perda óssea, provavelmente durante seu uso contínuo na pós-menopausa na maioria das mulheres. A maioria das mulheres que fizeram três anos de intervenções com estrogênio / progesterona na pós-menopausa mostraram aumentos sustentados na densidade mineral óssea quando o estrogênio foi usado sozinho, ou com progesterona. A densidade óssea pode ser aumentada quando um progestágeno é usado. Embora os dados observacionais de estudos epidemiológicos sugiram que o estrógeno reduz o risco de fraturas vertebrais e de quadril, apenas alguns testes clínicos com resultados de fratura foram publicados.  Três outras observações devem ser consideradas ao decidir se e como usar estrogênio para a prevenção da osteoporose. Primeiro todos os dados disponíveis sugerem que o estrogênio deve ser continuado indefinidamente, as mulheres que pararam com o uso de estrogênio por mais de 10 anos parecem ter quase a mesma densidade óssea e risco de fratura como as mulheres que nunca usaram. 
Em segundo lugar, quando se começa a usar o estrogênio na velhice há preservação óssea, portanto as mulheres que não usaram logo após a menopausa ainda podem se beneficiar, embora o estrogênio não vá restaurar a densidade mineral óssea para níveis de juventude, o estrogênio estabiliza a reabsorção óssea, que pode proteger contra fratura. E terceiro, os dados obtidos a partir de 31 estudos sugerem o uso de estrogênio mais suplemento de cálcio é duas vezes tão eficaz como estrogênio isolado na preservação da densidade mineral óssea. Doença cardíaca coronariana: mais de 30 estudos observacionais têm sugerido que o estrogênio previne doenças cardíacas em mulheres na pós-menopausa, e tem múltiplos efeitos benéficos do estrogênio sobre variáveis ​​intermediárias, como lipídios e de reatividade vascular têm sido documentadas em ensaios clínicos ou do laboratório. A perda da memória e demência: Mais de metade dos estudos observacionais sugerem que mulheres que tomam estrogênio preservam ou melhoram a função cognitiva melhor do que as mulheres que não têm.  Estes resultados não foram confirmados somente pelos dois grandes estudos clínicos randomizados, sendo um ensaio de prevenção em mulheres cognitivamente intactas  e um ensaio clínico de um tratamento em mulheres com doença de Alzheimer.

AUTORES PROSPECTIVOS
Dr. João Santos Caio Jr.
Endocrinologia – Neuroendocrinologista
CRM 20611

Dra. Henriqueta V. Caio
Endocrinologista – Medicina Interna
CRM 28930

Como saber mais:
1. Mais de metade dos estudos observacionais sugerem que mulheres que tomam estrogênio preservam ou melhoram a função cognitiva melhor do que as mulheres que não têm...
http://gorduraabdominal.blogspot.com

2. A densidade óssea pode ser aumentada quando um progestágeno é usado... 
http://gorduravisceral.blogspot.com

3. Apesar de 50 anos de uso, os primeiros grandes estudos randomizados controlados com placebo de reposição hormonal na pós-menopausa só foram relatados nos últimos anos...
http://esteatosehepatica.blogspot.com

AUTORIZADO O USO DOS DIREITOS AUTORAIS COM CITAÇÃO
DOS AUTORES PROSPECTIVOS ET REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA.

Referências Bibliográficas:
Prof.Dr. João Santos Caio Jr, endocrinologista,neuroendocrinologista, Dra Henriqueta Verlangieri Caio, endocrinologista,medicina interna-Van Der Häägen Brazil – São Paulo –Brasil; Greendale GA, Reboussin BA, Hogan P et al. alívio dos sintomas e efeitos colaterais dos hormônios pós-menopausa: resultados do teste pós-menopausa intervenções estrogénio / progestina. Obstet Gynecol 1998 ; 92 : 982 -88. Dennerstein L, Dudley CE, Hopper JL, Guthrie JR, Burger HG. A base populacional estudo prospectivo dos sintomas da menopausa. Obstet Gynecol2000 ; 3 : 351 -58. Raz R, Stamm WE. Um ensaio clínico controlado de estriol intravaginal em mulheres pós-menopáusicas com infecções recorrentes do trato urinário. N Engl J Med 1993 ; 329 : 753 -56. Barrett-Connor E, Grady, D. Terapia de reposição hormonal, doenças cardíacas e outras considerações, Ann Rev Saúde Pub 1998 ; 19 : 55 -72. Efeitos da terapia hormonal sobre a densidade mineral óssea: resultados dos pós-menopausa de estrogênio / progesterona intervenções (PEPI) julgamento. O Grupo de Redação para o Julgamento PEPI. JAMA 1996 ; 276 : 1389 -96. Nachtigall LE, Nachtigall RH, Nachtigall RD, Beckman EM. Terapia de reposição hormonal: um estudo prospectivo de 10 anos em relação à osteoporose. Obstet Gynecol 1979 ; 53 : 277 -81. Linsday R, Hart DM, Forrest C et al. Prevenção da osteoporose na coluna em mulher ooforectomizadas.   Lancet 1980 ;     2 : 1151 -54. Lufkin EG, Wahner HW, O'Fallon WM et al . Tratamento da osteoporose pós-menopausa com estrogênio transdérmico. Ann Intern Med 1992 ; 117 : 1 -9. Komulainen MH, Kroger H, Tuppurainen MT et al . HRT e Vit D na prevenção de fracturas não vertebrais em mulheres na pós-menopausa; um ensaio randomizado 5 anos. Maturitas 1998 ; 31 : 45 -54. Hulley S, D Grady, Bush T et al . Ensaio randomizado de estrogênio e progestina para a prevenção secundária de doença cardíaca coronariana em mulheres pós-menopáusicas. Grupo de Pesquisa do Coração e estrogênio / progesterona Estudo substituição (HERS). JAMA 1998 ; 280 : 605 ​​-13.

Contato:
Fones:   55(11) 5087-4404 ou 6197-0305
Nextel:  55(11) 7717-1257    
ID:111*101625
RuaEstela, 515 – BlocoD -12ºandar - Conj 121/122
Paraiso - São Paulo - SP - Cep 04011-002
e-mails: drcaio@vanderhaagenbrasil.com
drahenriqueta@vanderhaagenbrasil.com
vanderhaagen@vanderhaagenbrasil.com

Site Clinicas Caio
http://drcaiojr.site.med.br/
http://dracaio.site.med.br/

Site Van Der Haagen Brazil
www.vanderhaagenbrazil.com.br
www.clinicavanderhaagen.com.br

Google Maps:
http://maps.google.com.br/maps/place?cid=5099901339000351730&q=Van+Der+Haagen+Brasil&hl=pt&sll=-23.578256,-46.645653&sspn=0.005074,0.009645&ie=UTF8&ll=-23.575591,-46.650481&spn=0,0&t=h&z=17